Impermeabilização: como acabar com as infiltrações

Impermeabilização de paredes e lajes: como fazer de vez com as infiltrações

Junto com a chegada das chuvas da primavera pode surgir em seu imóvel uma visita inesperada: as temidas infiltrações. E para te ajudar a acabar de uma vez por todas com elas e te explicar como funciona a impermeabilização, fizemos este post. Acompanhe!

As infiltrações

Problemas com infiltrações nas paredes e lajes são muito com comuns, e o resultado estético não é nada agradável. Aí, a solução é fazer a impermeabilização, mas é preciso antes de tudo entender que quase sempre o sinal que se manifesta nela é resultado de uma infiltração em outro lugar e, dependendo do caso, impermeabilizar a parede não vai resolver a causa do problema, podendo acontecer dos problemas e há grandes chances dos problemas reaparecerem.

Mas antes de falarmos sobre as técnicas de impermeabilização de paredes e lajes, é preciso entender a causa da infiltração e resolver o problema na sua origem. Afinal, fazer uma intervenção na parede, quando a umidade está vindo de outro local, não vai resolver o problema de maneira definitiva.

As principais causas das infiltrações

1. Lajes com impermeabilização mal feita

As lajes sem proteção são uma das maiores causas de problemas de infiltração e umidade na construção. As lajes de cobertura que não receberam o tratamento de impermeabilização adequado permitem que a água cause problemas na própria laje e também em outros elementos da estrutura.

Este é um sério problema que pode causar exposição e corrosão de armaduras. E na parede, mofo, bolor, pintura descascada e um visual bastante desagradável.  

2. Chuva na parte externa

É comum que com o tempo surjam fissuras e rachaduras nas paredes, tanto do lado externo como interno. E, quando isso acontece as fissuras nas exteriores passam a acumular a água da chuva, que acaba se infiltrando na estrutura das paredes.

Neste caso, aparecem bolhas na pintura, bolor e manchas.

3. Vigas baldrames e fundações rasas (radier)

Outra causa muito comum de infiltrações é a falha durante a impermeabilização da fundação, em especial, das vigas baldrames.

Neste caso,os os problemas se acentuam durante o período chuvoso, quando o solo está mais saturado de umidade.  Esse é o pior cenário e resolver o problema depois da obra ter sido finalizada é muito difícil.

4. Vazamento em tubulações

Em paredes por onde passam as tubulações de água e esgoto, pode ocorrer infiltrações devido às falhas nas conexões.

Neste caso, é preciso fazer as intervenções nas paredes, caso contrário, o problema vai persistir.

A Impermeabilização na fase da obra

Qualquer aplicação de sistemas de impermeabilização é muito mais fácil durante o período da obra.  

Paredes

No caso das paredes, é uma boa ideia adicionar aditivos impermeabilizantes na argamassa de reboco.

Os aditivos são compostos de polímeros vinílicos e devem ser misturados no momento de preparo da argamassa. Assim, o reboco passa a ter propriedades impermeabilizantes que vão evitar as infiltrações nas paredes. Outra boa ideia, é a pintura impermeável, com base acrílica.

Existem diversos tipos de produtos disponíveis no mercado, portanto, consulte seu engenheiro sobre as possibilidades.

Baldrames

A impermeabilização das vigas baldrames é feita com tinta asfáltica, e é importante que ela seja feita de maneira correta. A superfície deve estar limpa, livre de pó, graxas, óleos e desmoldantes. As fissuras e buracos também devem ser previamente tratados.

Lajes

As lajes, assim como as paredes, estão sujeitas a receber a chuva diretamente, e consequentemente devem receber uma atenção especial para que não haja problemas de infiltrações.

Para a impermeabilização das lajes existem diversas opções, sendo as mais comuns os materiais asfálticos, como por exemplo a manta asfáltica.

Impermeabilização das paredes depois da fase da obra

Primeiro deve ser identificada e solucionada a origem das infiltrações e só depois deve ser fazer a intervenção na parede, observando os seguintes passos:

  • Retirada de toda a pintura existente e o reboco, expondo a alvenaria;
  • Selagem de todas as fissuras, evitando assim que existam pontos para depósito de água; 
  • Adicionam-se aditivos impermeabilizantes no chapisco, 
  • Adicionam-se aditivos impermeabilizantes específicos para argamassa e refaz-se o reboco de toda a parede;
  • Por fim, é feito o acabamento com a pintura final.

Gostou das dicas? Pois saiba que a Costanobre Engenharia tem os melhores profissionais para te atender e acabar de vez com os problemas de infiltrações no seu imóvel. Somos especialistas em impermeabilização! Entre em contato e peça um orçamento agora mesmo.