Como trabalhar profissionalmente com drones? 4 dicas

Quer trabalhar com drones, mas não sabe por onde começar? Veja as 4 dicas principais!

Trabalhar com drones e conseguir uma renda com esse tipo de tecnologia é o desejo de muitas pessoas, principalmente de quem já conhece e pilota esses equipamentos. A boa notícia é que existem muitas demandas no mercado necessitando de bons profissionais.

De acordo com a consultoria mundial Pwc, a expectativa é que, neste ano, o mercado mundial de empresas que utilizam drones para prestação de serviços atinja cerca de 127 bilhões de dólares. A consultoria CB Insights ainda complementa afirmando que a tecnologia terá, no mínimo, 38 diferentes utilidades – que vão desde o controle de pragas até entregas de alimentos.

Se você gosta das áreas referentes a imagens aéreas e sabe pilotar um drone, que tal transformar essa paixão em uma profissão? Veja as principais dicas para trabalhar profissionalmente com drones.

1. Entenda as possibilidades do mercado

Como dissemos, existem várias possibilidades para quem deseja trabalhar com drones. Por isso é essencial entender cada uma delas – pensando naquelas que mais se encaixam no seu perfil.

Para quem tem interesse no setor de engenharia, uma boa ideia é atuar em inspeções e monitoramentos. Muitas empresas de construção civil têm contratado imagens feitas por drones para avaliar os diversos ângulos nos canteiros de obras, monitorando melhor a construção dos empreendimentos, e também a inspeção das construções já realizadas, em termos de manutenção.

Além disso, você poderá trabalhar com: serviços de cartografia e topografia, fotografia e vídeos para eventos ou publicidade, marketing imobiliário, monitoramento no agronegócio, mineração, indústria e muitas outras possibilidades.

Pesquise sobre o mercado que você tem interesse e entenda em quais serviços o drone pode ser útil, analisando essa ferramenta como um diferencial para sua profissão.

Por exemplo, se você é engenheiro, poderá começar a atuar com inspeções e monitoramento, adicionando um serviço diferente e exclusivo ao seu portfólio.

2. Estude e se especialize

Para conseguir trabalhar com drones e ter uma boa cartela de clientes é indispensável se especializar. Afinal, muitas demandas exigem conhecimentos técnicos específicos, que vão além da simples pilotagem por lazer.

Por isso, é importante realizar um curso profissionalizante ou de capacitação na área escolhida, que alie conhecimentos teóricos e práticos e lhe ajudem a se preparar para a nova profissão.

Dessa forma, você terá domínio do drone e suas especificações técnicas, além de entender mais sobre as legislações, regulamentações e exigências específicas do setor em que você irá atuar.

3. Tenha um diferencial

Embora o setor de drones ainda esteja iniciando no país, ele já apresenta certa concorrência. Para se diferenciar, portanto, é indispensável contar com algum diferencial.

Pode ser um equipamento próprio, cursos de especialização ou até conhecimentos específicos. O exemplo que demos do engenheiro é uma situação bastante interessante. Ou seja, profissionais que já são de determinado ramo e que buscam se especializar no uso dos drones, fornecendo uma solução adicional ao seu portfólio.

Você também poderá pensar em outros diferenciais para sua nova carreira, como: bons equipamentos, preços competitivos, atendimento diferenciado, etc. Quanto mais você compreender quem forma o público que deseja atingir, mais fácil será pensar em diferenciais importantes para essas pessoas.

4. Realize os cadastros e demais exigências obrigatórias

Todas as operações com drones são reguladas pela Agência Nacional de Aviação Civil, a ANAC. De acordo com o regulamento da pasta, existem dois tipos de equipamentos que podem ser usados:

Os aeromodelos, que são destinados ao lazer e a recreação;

As aeronaves remotamente pilotadas (RPA), são aeronaves não tripuladas usadas para finalidades experimentais ou institucionais. A ANAC divide as RPA em 3 classes de acordo com o peso máximo de decolagem (incluindo o peso do equipamento, da bateria e de eventual carga transportada).

Para fazer o registro na ANAC, você precisará conhecer as categorias e entender em qual delas o seu drone se encaixa. Todo o processo de cadastramento é gratuito e fácil, sendo realizado pelo site da ANAC.

As exigências são:

pilotos remotos e observadores (que auxiliam sem operar o equipamento) devem ser maiores de 18 anos;

nas operações com drones a partir de 250 gramas, os operadores precisam portar documentos obrigatórios, como manual de voo, documento de avaliação de risco e apólice de seguro;

todos os pilotos que atuarem acima de 400 pés devem possuir licença e habilitação ANAC;

nas operações com drones com mais de 25 kg é obrigatório que o piloto tenha o Certificado Médico Aeronáutico (CMA), além de habilitação e licença.

Como você viu, trabalhar com drones é uma possibilidade cada vez mais promissora, com diversas utilidades para essa tecnologia e uma demanda que não para de crescer.

Nós, da Costanobre Engenharia somos uma empresa fundada em 2015 e prestamos diferentes serviços na área de engenharia, inclusive vários com drones.

Estudando as necessidades do mercado, lançamos um curso de drones para engenheiros, focado em oferecer conteúdos práticos para quem deseja trabalhar com drones para realizar laudos, vistorias e acompanhamento de obras.

O curso é destinado a engenheiros, arquitetos, técnicos e autônomos. Que tal começar a se especializar e transformar o sonho de trabalhar com drones em realidade? Descubra como a Costanobre pode ajudar!

Digite seu E-Mail para baixar um E-Book sobre Drones.

  •  

    Referências:

    https://costanobreengenharia.com.br/

    https://costanobreengenharia.com.br/vistorias-e-inspecoes-com-uso-de-drone/

    https://www.youtube.com/channel/UCAofY2jpaFy2zqMAtnU5j4Q

    https://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/entretenimento/2018/10/19/ela-fatura-r-1-milhao-no-mercado-de-drones-e-quer-mais-mulheres-na-area.htm

    https://mundoconectado.com.br/noticias/v/9097/pesquisa-mostra-que-setores-de-drones-e-geotecnologia-vao-movimentar-r15-bilhao-em-2019

    https://blog.droneng.com.br/entrar-no-mercado-de-drones/

    https://forbes.com.br/negocios/2019/11/mercado-global-de-drones-agita-players-brasileiros/

    https://www.terra.com.br/noticias/tecnologia/apesar-de-potencial-mercado-de-drones-ainda-e-incipiente,167909f0662618abddb150cdd8bd39f6k86l9pkl.html

    http://dronecentral.com.br/5-maneiras-de-ganhar-dinheiro-com-seu-drone/

    http://lorddrone.com.br/dicas-trabalhar-com-drones/

    https://mundogeo.com/2017/08/02/afinal-como-arrumar-trabalho-no-setor-de-drones/

    https://itarc.org/como-ganhar-dinheiro-com-drone/

    https://www.dronevisual.com/blogdrones

    https://futuriste.com.br/blog/drones-na-engenharia/

    WhatsApp chat